quinta-feira, 25 de Dezembro de 2008

CIRURGIA LASER (LASIK)




O termo keratomileusis tem origem em duas palavras gregas que significam “córnea” e “esculpir”. Laser in situ keratomileusis (LASIK) combina keratomileusis com ablação estromal da córnea através do laser excimer.

Através do LASIK conseguimos reduzir totalmente o erro refractivo (miopia, hipermetropia e astigmatismo) em quase todos os pacientes, melhorando a sua acuidade visual.

Esta técnica consiste basicamente em dois passos. Primeiro a criação de um lentículo (ou flap) através de um microqueratótomo ou de um Laser Femtosegundo. Segundo, através do laser excimer (após levantar o flap), remodelar a córnea de forma a corrigir o erro refractivo. O flap é depois reposicionado na sua posição original.


O LASIK tornou-se no procedimento cirúrgico refractivo mais popular actualmente realizado devido à sua segurança, eficácia, rápida recuperação visual e mínimo desconforto para o paciente.


Sala de Intervenção a Laser

Passos da Cirurgia Laser (LASIK)

- Paciente deitado de barriga para cima (cuidados de antissépsia)
- Iniciar procedimento pelo olho esquerdo

1 - Colocação de campo operatório estéril à volta do olho
2 - Olhar para cima (Laser) e fixar o olhar numa luz vermelha que pisca (que não se move)
3 - Colocação de colírio anestésico (anestesia tópica - apenas gotas)
4 - Colocação de bléfaro (peça que impede que o paciente pisque os olhos durante todo o procedimento)
5 - Criação do lentículo (ou flap) por via mecânica (microqueratótomo) ou através de Laser (Femtosegundo)
6 - Lavagem do olho com soro
7 - Levantamento do flap criado
8 - Paciente a fixar a luz vermelha fixa que pisca e, início do Laser excimer
9 - Lavagem do olho com reposicionamento do flap

- Aguardar aproximadamente 2 minutos
- Retirar blefaro, limpar pestanas e fechar o olho, sem apertar
- Iniciar procedimento no olho direito

Cuidados pós-operatórios

- Protecção ocular (protectores de plásticos transparentes) durante as primeiras 24 horas
- Colocação de colírios imediatamente após a cirurgia, todas as horas durante o dia


Laser Femtosegundo

O LASIK requer a criação de um lentículo superficial antes da realização da correcção da doença refractiva com o Laser excimer. Esse lentículo pode ser criado através de um Laser Femtosegundo, ou seja, dois lasers para os dois passos da cirurgia. As vantagens são inúmeras, mas devem destacar-se o conforto para o doente, a maior segurança e resultados mais precisos.



_ _


Caso Clínico

Estudante de Química, 23 anos, saudável.

Motivo da consulta: Deixar de usar óculos, porque as lentes são muito "grossas", pesadas e caras.

Há dois anos com a mesma graduação:
Acuidade visual do olho direito com -6,50 -2,25x30º= 10/10 e do olho esquerdo com -6,25 -2,50x140º= 10/10

Queratometria do OD: K1=45,8D K2=45,2D e do OE: K1=46D K2=45,4D
Espessura da córnea (paquimetria): Ponto mais fino do OD= 573µm e do OE= 580µm
Diâmetro pupilar (baixa luz - escotópica) do OD= 3,6mm e do OE= 3,8mm

Foi proposta para correcção da Miopia e do Astigmatismo por LASIK (laser assisted in situ keratomileusis ou laser intrastromal keratomileusis).

Para criação do flap (diâmetro de 9,5mm com 110µm de espessura) foi utilizado o LASER Femtosegundo.
Para correcção da Miopia e do Astigmatismo foi utilizado o LASER Excimer.


Fotografias tiradas 1 semana após realização do LASIK (olho direito e olho esquerdo). Na fotografia 3 observa-se, na periferia da córnea, uma linha ténue que representa o bordo do flap criado pelo Laser Femtosegundo.
Uma semana após o LASIK apresentava acuidade visual do olho direito e do olho esquerdo igual a 10/10.

Três meses após a cirurgia mantinha a acuidade visual, necessitando apenas de lubrificar os seus olhos três a quatro vezes por dia, especialmente se passasse muito tempo a ler ou ao computador.
_ _


61 comentários:

  1. DR Alvaro gostaria de colocar uma questao ,sou uma mulher de 33 anos que uso oculos desde dos 8 anos de iadade.Tenho astigmatismo no olho esquerdo do qual vejo muito pouco ,no olho direito esse astigmatismo n e' tao acentuado mas tenho neste olho uma secura na cornea .Nunca usei lentes de contacto e reajo muito mal a claridade tanto de verao como de inverno.Gostaria de saber se era possivel uma cirurgia a laser para a correcçao do meu problema?Agradecia se fosse possivel uma resposta da sua parte melhores cumprimentos Luisa Brito.

    ResponderEliminar
  2. Os meus cumprimentos Dª. Luísa Brito.
    O LASIK permite a correcção do astigmatismo, mas temos que ter presente que este procedimento laser não aumenta a capacidade visual dos olhos (salvo em algumas excepções).
    O LASIK tem como objectivo tornar o paciente independente do uso de óculos ou lentes de contacto, mas não permite que um olho que sempre teve pouca visão fique a ver mais.
    Em relação ao olho seco, são vários os sintomas sendo a intolerância às lentes de contacto um deles assim como fotofobia (dificuldade com a claridade), ardência, sensação de corpo estranho, lacrimejo e visão turva. Ter olho seco não é uma contra-indicação absoluta para a realização do LASIK (dependendo da gravidade do olho seco), no entanto obriga ao uso mais frequente de lubrificante ocular no pós-operatório.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  3. rui meireles29 Abril, 2009

    dr. alvaro , cerca de vinte anos atras fiz cirurgia a bisturi para miopia 5 dioptias, agora estou com 3 dioptrias de hipermetropia, existe cirurgia a lazer para mim e no porto? obrigado

    ResponderEliminar
  4. Os meus cumprimentos Sr.Rui Meireles.
    Para conseguir responder correctamente à sua pergunta precisava de estudar os seus olhos, em particular as suas córneas. Posso no entanto avançar, que é possível realizar a correcção de 3 dioptrias de hipermetropia através de Laser, numa córnea anteriormente operada pelo método que refere, desde que determinadas condições de segurança estejam presentes.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  5. "Sofria" de miopia nos dois olhos. As lentes foram, desde sempre, uma "coisa" à qual não me habituei. Além de me magoarem, e ocupando muito tempo defronte do computador, nã as conseguia suportar muito tempo.
    Surgindo a oportunidade, depois de me terem falado do Dr. Álvaro Sá, ponderei a hipótese. A vontade de corrigir este problema - e começar a ver, finalmente, as matrículas dos carros à minha frente - foi mais forte que o receio em fazer a intervenção.
    Resolveram-se os problemas das duas vistas. Depois de uns curtos dias de recuperação, com direito a usar óculos de protecção de aspecto "alternativo", fiquei, finalmente, com o problema resolvido.
    Foi simples, eficaz e proveitoso.
    Já leio as matrículas de outras viaturas e já identifiquei, da Ribeira, as palavras (gigantescas) da Grahams e do Porto Ferreira (do lado de Gaia). Além de que, ao fim de 33 anos, passei a distinguir o abanar das folhas nas árvores.
    Valeu o esforço e o cheiro a queimado no dia da intervenção.
    Obrigada pela ajuda.
    Cláudia Sofia B., Gondomar

    ResponderEliminar
  6. DR.ALVARO.
    Estou muito agradecida, pois a cirurgia no dia 23 de Março correu lindamente. hoje fui à consulta apos 3 meses e fiquei feliz com o resultado.
    Parabens pelo excelente trabalho.
    Os m/cordiais cumprimentos.
    Maria Jose Dias

    ResponderEliminar
  7. Caro Dr. Álvaro,
    Queria tirar uma dúvida acerca desta cirurgia.
    O meu marido fez a cirurgia na passada terça feira dia 7 de julho, e hoje dia 9 julho diz que ainda vê um pouco desfocado, diz que vê melhor que antes mas ainda desfocado. É normal? Qual será, em média, o tempo para a recuperação completa?

    Agradeço desde já a disponibilidade, com estima
    Tânia

    ResponderEliminar
  8. Os meus cumprimentos Dª. Tânia.
    É normal a visão estar um pouco turva durante os primeiros dois dias após a realização do LASIK. A principal causa está relacionada com a alteração da superficie ocular quer pela manipulação do lentículo durante o LASIK quer pela medicação pós-operatória que provoca alteração do filme lacrimal (olho seco). Se a visão não recuperar por volta do 3º/4º dia então deve procurar o seu oftalmologista.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  9. Comecei a usar óculos há 12 anos para correcção de miopia, uma vez que, não conseguia usar lentes de contacto pois, sempre que as usava, ficava com os olhos bastante inflamados. Durante estes anos passei pelo desconforto de ter que limpar constantemente os óculos; ao usar uma máscara, pois sou enfermeira, ficava sempre com eles embaciados; ter que graduar óculos de sol (sempre que viajava tinha que levar os 2 pares de óculos). Assim, resolvi fazer a cirurgia a laser Femtossegundo com o Dr. Álvaro Sá a 9 de Junho de 2009. Ao fim de 24 horas sentia-me muito bem, sem dores, sem vermelhidão a nível ocular, como se não tivesse feito nada e, o mais importante a ver a 100% E SEM ÓCULOS!! Parabéns Dr. ÁLvaro e Enfª Ana Isabel pela segurança que me transmitiram antes, durante e após a cirurgia e pela atitude profissional que demonstraram em todo o processo.
    O meu Muito Obrigado.
    Joana Teixeira

    ResponderEliminar
  10. Inês Fortes12 Agosto, 2009

    olá, Álvaro!!
    Obrigada por mudares a forma como via o Mundo!!Já passaram quase dois anos e continua impecável..
    És o melhor oftalmologista do mundo e universo, hihi
    beijinhos
    Nocas

    ResponderEliminar
  11. Dr. Alvaro,

    Tenho miopia desde muito nova e tenho algum receio relativamente ao laser, duas perguntas:

    - Qual a graduação maxima (Dioptrias) admissivel para a tecnica Lasik?
    - Tendo esta tecnica "apenas" 10 anos, será que dentro de outros 10 não surgirão complicações nos intervencionados, devido ao uso desta tecnica?

    Antecipadamente grata pela sua resposta

    Isabel Damião

    ResponderEliminar
  12. Os meus cumprimentos Dª. Isabel Damião.
    Peço desculpa pelo atraso na minha resposta, mas ele deve-se ao facto de ter estado presente na Reunião Europeia da Sociedade de Catarata e Cirurgia Refractiva (ESCRS) que decorreu em Barcelona de 12 a 16 de Setembro. Nesta reunião reforçou-se, uma vez mais, a importância da segurança independentemente da técnica utilizada para corrigir o erro refractivo. Partindo deste principio, sou da opinião que os limites de correcção para o LASIK não devem ultrapassar as 7 dioptrias (Miopia), 3 dioptrias (Hipermetropia) e 3 dioptrias (Astigmatismo).
    O LASIK é realizado há mais de 20 anos e, actualmente é o procedimento refractivo mais popular em todo o mundo, devido à sua segurança, eficácia e rápida recuperação visual. Ao longo destes anos (especialmente nos últimos dez) houve um enorme avanço tecnológico no aperfeiçoamento dos vários aparelhos que permitem um estudo mais exacto das caracteristicas do olho, nomeadamente da superficie ocular, assim como na realização do LASIK (Laser excimer, microqueratótomos e especialmente o Femtosegundo). Podemos por isso dizer que actualmente possuimos todos os meios necessários para seleccionar correctamente os pacientes e realizar o LASIK com toda a segurança, sem pôr em causa o futuro da sua visão.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  13. Alani Nazzer13 Outubro, 2009

    Dr. Alvaro
    Tenho 25 anos,uso lentes de contato gelatinosa que so corrige minha miopia a 7 anos e esta semana fui a um oftalmo pelo meu plano de saude o qual nunca haveria ido e ele me deu uma noticia péssima: eu tenho 8,00 de miopia e 1,25 astigmatismo no OD e no OE 6,25 miopia.Vou explicar o porque da noticia pessima:Frequento um outro oftalmo, que atende particular, a mais de 5 anos, minha ultima consulta com ele foi a exato 1 ano e nessa consulta deu OD 6,0 miopia e 1,0 astigmatismo e OE 5,50 miopia e 0,75 astigmatismo sendo que todo ano sempre aumentava ou diminuia 0,25 dioptria. Dr. Alvaro estou muito confusa porque esse novo oftalmo foi logo me indicando fazer a cirurgia Lasik pois o meu plano cobre sem nem saber se minhas dioptrias ja estao estabilizadas.Penso em voltar no meu oftalmo antigo para verificar essas dioptrias e ver se ha alguem errado nessa historia.Nessa semana vou fazer os exames, ele me indicou ficar 48 horas sem as lentes.E agora Dr., dependendo dos resultados ele ja quer me operar em seguida!
    Agradeço desde ja!

    ResponderEliminar
  14. Os meus cumprimentos Dª. Alani Nazzer.
    Na minha opinião você só deve pensar em realizar correcção da sua miopia e astigmatismo quando a sua graduação estiver estável (isto é, pelo menos dois anos sem sofrer alterações). Por aquilo que me diz, houve um aumento na sua miopia e, portanto, eu não aconselho qualquer intervenção neste momento. Já agora também devo referir que, estar apenas 48 horas sem lentes de contacto não me parece o tempo suficiente para que as suas córneas sejam estudadas de forma exacta pelos vários aparelhos que existem.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  15. Tenho 23 anos e 8graus de miopia e 5 de astigmatismo no olho esquerdo e 10 de miopia e 6 de astigmatismo no direito. Gostaria de saber se já posso realizar cirurgia a laser com essa idade e com esse grau? Existe um limite de grau para correção?
    Att,
    Juliana

    ResponderEliminar
  16. Os meus cumprimentos Dª. Juliana.
    Aos 23 anos é perfeitamente seguro realizar a correcção da miopia e do astigmatismo através de laser (LASIK/PRK), no entanto, no seu caso a melhor opção é a colocação de lentes intra-oculares tóricas (corrigem o astigmatismo e a miopia) caso preencha todos os critérios para a sua implantação.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  17. Andreia Correia19 Novembro, 2009

    Bom dia Dr.Álvaro Sá,

    Palavras para quê......Médicos "amigos" assim há muito poucos e eu tive a brilhante sorte de o encontrar no meu caminho.
    Fiz a Lasik com o Dr.Álvaro esta 2ªf dia 16/11/2009 e só tenho a agradecer pois como já referiram é super competente e dá-nos à vontade para descontrairmos ao máximo, quanto à cirurgia só posso dizer estou super contente com o resultado e quem tiver receio não tenha, pois com a alegria contagiante do Dr.Álvaro e sua FABULOSA EQUIPA nem temos tempo para pensar que estamos num bloco operatório :).
    Já disse e vou repetir MUITO OBRIGADO pela sua SIMPATIA que nos dá coragem e ânimo.
    Muitas Felicidades e continue assim pois garanto lhe que por muitos anos que passem nunca me vou
    esquecer do quanto me ajudou.
    É maravilhoso ver tudo nitido sem necessitarmos do que quer seja.
    Um bem Haja à pessoa EXTRAORDINÀRIA que é.

    Bjs
    Andreia Correia

    ResponderEliminar
  18. Boa noite,

    Vou ser operada agora na próxima 2ºfeira, aí no Hospital Santos Silva e tinha uma dúvida para lhe colocar acerca do pós-operatório. Gostaria de saber quanto tempo é que irei estar sob obervação e com que periocidade é que terei que ir a consultas para se avaliar a situação.

    Com os melhores cumprimentos,

    Ana Silva

    ResponderEliminar
  19. Os meus cumprimentos Dª. Ana Silva.
    Eu avalio sempre os meus pacientes no dia seguinte à cirurgia. De seguida a reavaliação é realizada uma semana após o LASIK, um mês, três meses e ao sexto mês. Após este periodo o seguimento é anual.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  20. Faz segunda-feira uma semana que fui operada pelo Doutor Álvaro, e
    decidi hoje colocar aqui um pouco da minha experiencia em relação á
    cirurgia.

    Começando pelo fim, estou óptima, de facto, mais que óptima! Acho que nunca cheguei a ver tão bem como agora! Nem antes de ter problemas de miopia, nem com óculos ou lentes de contacto!

    Confesso que houve momentos em que pensei que realizar a cirurgia
    seria mais que uma questão de saúde, uma questão de estética? isto
    porque sempre detestei ver-me com óculos! Uso-os, ou melhor? usei-os desde os meus 19 anos, e nunca me adaptei a eles? sempre que os
    colocava de manhã, a expressão era a mesma? ?Blergh! A cara já é
    fantástica? agora com estes a ajudar à festa??. Pois, tudo isto para
    dizer que estava errada! Mais que uma questão de estética é mesmo uma questão de Saúde!

    Sabe tão bem poder voltar a ver todos aqueles detalhes que se perdiam
    no horizonte quando usava óculos ou lentes? esta última semana tem
    sido uma semana de pequenas descobertas para mim, pareço uma parvinha a reparar em todos aqueles minúsculos detalhes do dia-a-dia que nem reparava existirem, tão habituada que já estava a não os ver com os óculos ou lentes.

    Toda esta experiencia começou quando o Doutor Sequeira, numa consulta no hospital, me apresentou o Doutor Álvaro, dizendo que seria ele quem me iria operar, caso os testes que iria fazer o permitissem.
    Felizmente tudo correu como planeado e a cirurgia marcada.

    Sobre a cirurgia, só há uma palavra: Fabulástica! Desde o
    guarda-roupa, ao enfermeiro que nos trata da maquilhagem (betadine nas pálpebras!) aos assistentes em todo o procedimento, cinco estrelas!
    Mas é claro que tenho mesmo de admitir que o Doutor Álvaro foi quem
    fez toda a diferença! É simplesmente uma pessoa ?apaixonavel?!

    Foi uma cirurgia a laser, e na sua fase inicial, não vou entrar em
    detalhes para não estragar a surpresa a quem estiver a pensar ser
    operado aos olhos como eu, mas houve uma altura em que senti um
    apertito nos olhos e senti-me um pouco desorientada? e sem dúvida que as brincadeiras e conversas do Doutor naquele momento fizeram toda a diferença. Correu tudo muitíssimo bem.

    No mesmo dia já conseguia ver tudo nítido e perfeito. As consultas
    pós-operatórias durante a semana passada foram óptimas, o Doutor exala tanta confiança que isso por si só já ajuda na recuperação!

    Foi uma experiencia diferente, e não me arrependo minimamente! Há
    médicos que nos marcam, pela positiva e negativa, e o Doutor Álvaro é
    sem dúvida um dos poucos que me marcou pela positiva!

    Um aparte agora, lembro-me que quando o doutor me foi apresentado o meu primeiro pensamento foi ?oh, ele é mais novo que eu!?,
    posteriormente descobri a sua idade, e é ligeiramente mais velho que
    eu, tenho 30 anos, por isso, com todas estas qualidades tem mesmo de
    ter um futuro brilhante à sua frente.

    Muito Obrigado Doutor Álvaro Sá.

    Sónia Graça

    15 NOVEMBRO, 2009

    ResponderEliminar
  21. Dr Alvaro, boa noite.
    Meu nome é Fernando (23 anos), tenho 9 graus de miopia no olho direito e 9.75 no olho esquerdo. Estou com a cirurgia refrativa marcada para a semana que vem, mas estou o uma dúvida e gostaria e ouvir uma segunda opiniao. Através dos vários exames que realizei, foi me mostrado que a espessura da minha cornea é de 540 micras em um olho e 550 no outro (nao me lembro ao certo qual é qual). Falando com meu médico (que me indicou o método ILasik, para consumir o minimo de cornea possivel), fui informado que a espessura residual das minhas corneas ficarão em torno de 275/280 micras. Gostaria de sabe se esta espessura está dentro dos limites padroes de segurança??
    Sei que um estudo mais detalhado do meu caso seria necessário para responder essa questáo, mas gostaria de saná-la. Caso queira, posso entrar em contato com o senhor por telefone.

    Fico no aguardo e, anteipadamente, agradeço.

    Obrigado!

    Fernando (fernandopaulucci@gmail.com)

    ResponderEliminar
  22. Os meus cumprimentos, Sr. Fernando.
    Respondendo directamente à sua questão, o valor residual mínimo da espessura corneana após a realização do LASIK é de 280 a 300 micra, no entanto, este não é o único parâmetro a ter em conta quando se fala de segurança do LASIK. É fundamental estudar a curvatura posterior da córnea, calcular a forma que a curvatura da córnea irá ter após a realização do LASIK, a quantidade e tipo de aberrações que possui, o tamanho da pupila em condições de baixa luz, a relação entre a curvatura e espessura da córnea, etc.
    É importante ter consciência que quando se faz um cálculo da espessura final que essa córnea irá ter após o LASIK, ele não é mais que uma estimativa e, por isso devemos ter sempre uma margem de segurança.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  23. Boa tarde Dr. Álvaro.
    Em Abril de 2009 efectuei a cirurgia LASIK para ficar de vez sem óculos e lentes e corrigir a miopia e o astigmatismo hipermetrópico. Passados todos estes meses continuo a vêr grande parte das "coisas" desfocadas. Consultei novamente o meu oftalmologista que me disse que teria de efectuar nova cirurgia para efectuar algumas correcções. Não lhe sei precisar todas as informações mas posso dizer que tinha 4,25 de hipermetropia no OE e 3,75 no OD antes da cirurgia. O meu médico diz que fiquei com um astigmatismo residual de aproximadamente 2 dioptrias em cada olho, ou seja de metade do que anteriormente tinha. A questão que lhe coloco é a seguinte: o meu médico diz que para correcção deste tipo de astigmatismo parte dependia do paciente em fixar a luz vermelha e que este "problema" basicamente era minha culpa e que na nova cirurgia o mesmo se poderia passar. É mesmo minha culpa ou ocorreu algum tipo de erro médico? Não é perigoso efectuar uma outra cirurgia tão pouco tempo após a primeira?
    Desde já agradeço a atenção.
    Cordialmente,
    Diana Coelho

    ResponderEliminar
  24. Os meus cumprimentos, Dª. Diana Coelho.
    Como calcula, eu não posso responder directamente à sua pergunta uma vez que não estive presente na sua cirurgia, não conheço as características do aparelho, nem estudei o seu caso como o seu oftalmologista. Posso no entanto dizer-lhe que os modernos aparelhos têm duas microcâmaras que identificam os movimentos oculares do paciente enquanto se procede à correcção do erro refractivo. Para além disto, no estudo pré-operatório é possível realizar o "reconhecimento da íris" de cada paciente. Desta forma o tratamento é mais preciso.
    Quanto ao tempo que se deve esperar entre dois tratamentos Laser, na minha opinião, deve ser igual ou superior a três meses. Após este período e, se todas as condições forem preenchidas, é seguro um novo retratamento.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  25. Gisela Duarte Gomes17 Janeiro, 2010

    Boa noite Dr. Álvaro.
    Queria agradecer o seu profissionalismo e disponibilidade.

    Gisela Duarte Gomes

    ResponderEliminar
  26. Olá! Tenho 4,25 de hipermetropia + 0,75 de astigmatismo no OE e 4,00 de hipermetropia + 1,25 de astigmatismo no OD. Em comentário anterior o Sr. falou que o limite de segurança para hipermetropia seria de até 3 graus para Lasik. Qual seria o risco no meu caso? De permanecer algum grau residual? Gostei muito do site e dos comentários. Desde já agradeço a sua atenção. Tatiana Vieira.

    ResponderEliminar
  27. Os meus cumprimentos, Dª. Tatiana Vieira.
    A partir de determinados valores a correcção da hipermetropia através do Lasik torna-se menos precisa. O objectivo do Lasik na miopia e no astigmatismo é modificar a curvatura anterior da córnea por forma a corrigir esses erros refractivos, tornando-a menos curva.
    Nos hipermétropes o objectivo é precisamente o oposto, isto é, o Lasik vai tentar aumentar a curvatura anterior da córnea realizando uma ablação periférica por forma a que a parte central da córnea se eleve. Como compreende, a partir de determinados valores, essa curvatura não se vai elevar podendo, após algum tempo, regredir e voltar à forma inicial. Há vários modelos de aparelhos de Lasik e alguns garantem correcções até 5 dioptrias de hipermetropia, mas na minha opinião o limite de correcção da hipermetropia são as 3 dioptrias. Acima desse valor podemos corrigir a hipermetropia através do implante de lentes intraoculares.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  28. Olá Dr. Alvaro.
    Tenho ponderado recorrer a esta cirurgia porque detesto os óculos e ultimamente não tolero as lentes de contacto. Mas tenho o olho muito seco e tenho ligeira ptose da pálpebra direita que aparentemente surgiu secundário a este olho seco. Isto constitui uma contra-indicação? Li os comentários anteriores. Constatei que a espessura final da córnea é cerca de metade do valor que esta tinha antes da cirurgia. Quais são as consequências deste resultado?
    Muito obrigada desde já pela sua disponibilidade
    Maria

    ResponderEliminar
  29. Os meus cumprimentos, Dª. Maria.
    Antes de pensar em realizar LASIK para corrigir o seu erro refractivo, deve recuperar o seu "olho muito seco". Provávelmente a "ligeira ptose" que apresenta na pálpebra do olho direito deve-se ao traumatismo que a lente de contacto faz no seu olho seco.
    A espessura da córnea após realização do LASIK não deve ser inferior a metade da espessura inicial, mas este não é o único critério a ter em conta. Entre outros, não devemos realizar LASIK em córneas com espessura inferior a 480/500 micra e a espessura final não deve ser inferior a 280/300 micra.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  30. Boa noite,
    chamo-me catarina e
    fui hoje à consulta para saber se posso ser intervencionada com o lasik e o medico hesitou um pouco. disse-me que os meus valores de paquimetria eram baixinhos e hesitou em se haveria de me operar ou não. Segundo o que consigo perceber dos exames (muito pouco confesso!) os valores são:

    474 mic e 473 mic no olho direito e esquerdo, respectivamente.
    pupilometria no OD é 6.5 e no esquerdo 7.0

    o medico optou por me fazer a cirurgia mas, como é óbio, também eu fiquei um pouco hesitante após ver a sua reacção.

    gostaria de saber a sua opinião sobre se é, ou não, seguro realizar a cirurgia, tendo em conta estes valores de paquimetria e que problemas poderiam advir da realização da cirurgia.

    muito obrigado pela disponibilidade

    Ana Alcobia

    ResponderEliminar
  31. Os meus cumprimentos, Dª. Catarina.
    Na minha opinião, córneas cuja paquimetria (espessura) central seja inferior a 480 micra não devem ser propostas para LASIK, independentemente dos valores da pupilometria.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  32. Boa tarde Dr. Álvaro. Encontrava-me a pesquisar sobre possibilidade de fazer um tratamento que fosse capaz de me reduzir a miopia quando encontrei o seu blog. Sou advogada-estagiária, tenho 25 anos e 16 dioptrias no olho esquerdo e 9.75 dioptrias no olho direito, ambos de miopia.
    Deste modo, gostaria de le solicitar informação no sentido de saber se será viável uma operaçao aos olhos por laser ou a colocação de lentes definitivas, e quais os seus riscos em ambos. Não pretendo sequer ficar a bem optimamente, mas se fosse capaz de reduzir as minhas dioptrias pelo menos no olho esquerdo para mim já seria óptimo. Não pretendo, contudo, correr o risco de cegueira ao submeter-me a uma operação/cirurgia aos olhos.

    Aguardando uma resposta breve,
    Diana da Rocha

    ResponderEliminar
  33. Os meus cumprimentos Drª. Diana da Rocha.
    Com os elevados valores de miopia que apresenta, na minha opinião, deve ponderar o implante de lentes fáquicas intraoculares e não a correcção através do Laser. No seu caso é possível corrigir completamente a sua miopia, em ambos os olhos, através das referidas lentes, desde que, após um estudo completo, os seus olhos tenham condições para isso.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  34. Boa Tarde Dr.,

    Sou militar, especialidade Jurista e encontro-me numa situação em que para conseguir entrar nos Quadros Permanentes, terei que efectuar uma série de testes, um dos quais é de visão, quando entrei consegui sem lentes ver o minimo exigivel. Mas agora sei que não o conseguirei fazer.
    Tenho miopia de 3.00 nos dois olhos, sendo que a última vez que subiu, foi de apenas 0.25, e há mais de um ano.
    Vou fazer testes para ver se sou uma candidata saudavel ao Lasik, tendo tido esta subida de apenas 0.25 ha sensivelmente um ano, é considerado "subida significativa" para efeitos de recusa à cirurgia? precisava muito de fazer, para no próximo ano conseguir concorrer.
    Muito obrigada.
    L. Carvalho

    ResponderEliminar
  35. Os meus cumprimentos Drª. L. Carvalho.
    Na minha opinião, se todo o estudo for favorável à realização da correcção da sua miopia por Laser, não é uma variação de 0,25 há um ano que a contra indica.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  36. Boa noite Dr.Alvaro!
    Há mais de 20 anos fiz uma cirurgia para correção de miopia, na época era a recomendada por especialistas,foi um sucesso, passado uns 13 anos,o problema voltou e atualmente meu medico afirma que minha cornea possui elevações e que somente uma cirurgia reparadora poderia resolver o problema, que consistiria em,não sei o termo técnico, costurar as incisões que existem na cornea e fazer nova cirugia com laser. Uso oculos atualmente, não consigo mais usar lentes e minha visão é prejudicada, pois ora consigo ver de longe com o os oculos para leitura e vice-versa.Tenho 53 anos e ja não consigo mais dirigir a noite,tenho didiculdades no meu proprio trabalho,enfim em meu cotidiano, essa situação me preocupa. No meu caso será possivel a correção.Como seria o procedimento. Aguardo resposta.
    Muito obrigado.

    ResponderEliminar
  37. Os meus cumprimentos.
    O procedimento cirurgico que realizou há mais de 20 anos para correcção da sua miopia, consiste na realização de várias incisões perpendiculares à superficie da córnea (Queratotomias) com cerca de 85 a 90% de profundidade da espessura total da córnea, segundo um normograma que permitia a correcção do erro refractivo. Este tipo de intervenção é cada vez menos utilizado pelas grandes variações existentes após a sua realização (flutuação da refracção durante o dia dependente da hidratação do estroma corneano; pela forma como as incisões corneanas cicatrizam, etc).
    Os seus olhos devem ser estudados, principalmente as córneas, para entendermos o que se passa (miopia e/ou astigmatismo regular? ectasia/astigmatismo irregular? descompensação corneana? deiscência das queratotomias? etc). Perante o resultado do estudo há várias formas de o tentar resolver.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  38. Dr Álvaro não lhe escrevi estas palavras na passada segunda feira, com receio que no dia seguinte me "puxasse as orelhas”, por andar no computador no dia da cirurgia! A sensação de ao fim da tarde, baixar os protectores de plástico para colocar as gotas e em jeito de teste espreitar pela janela e ver o mundo em HD é simplesmente indescritível. Sobretudo, para alguém que durante 36 anos teve de usar óculos e lentes, com os quais não via como vejo hoje apenas dois dias após a cirurgia. Concluindo, um muito obrigado e os meus parabéns pela aptidão técnica e mais importante ainda, pela vocação natural para tratar os outros, sempre com grande disponibilidade e alegria.

    ResponderEliminar
  39. Olá Dr. Álvaro Sá!
    Tenho miopia de -4,25 ambos os olhos e foi detectado que tenho a córnea fina, com apenas 465 micras. A cirurgia LASIK foi descartada, sendo sugerida a implantação de lentes intra-oculares (lentes Cachet). O que o senhor me diz sobre essa nova cirurgia?

    ResponderEliminar
  40. Os meus cumprimentos.
    Se a sua córnea não permite a realização de Laser para corrigir a sua miopia, o implante de lentes intraoculares pode ser uma excelente solução. Há vários tipos de lentes intraoculares (de apoio angular, de fixação à íris, de câmara posterior). A lente que refere (Acrysof Cachet) é uma lente de apoio no ângulo irido-corneano que é implantada através de uma pequena incisão (ver Fotos na secção "Lentes Intraoculares" deste blog).

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  41. Olá Dr.
    Eu gostaria de realizar o Lasik para correção do meu grau. Tenho 32 anos e miopia de 3,75 OE e 2,5 OD. Medi a espessura da minha cornea usando o Orbiscan e o resultado foi 450 micras. Meu oftalmo pediu para realizar nova medição usando paquimetria por ultrassom e nesse exame deu 505 micras e então ele recomendou o Lasik para mim. Agora fiquei na dúvida. Será que devo fazer outro exame pra tirar a dúvida ou o resultado do exame de ultrassom é mais preciso que o ótico e posso confiar?
    Obrigado, Gilberto

    ResponderEliminar
  42. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  43. Os meus cumprimentos Sr. Gilberto.
    Há vários aparelhos e técnicas de medição da espessura da córnea e do seu ponto menos espesso. Entre os vários aparelhos há sempre uma pequena variação nos valores medidos (de apenas algumas micra). No seu caso a diferença entre os dois valores é muito grande. Se o Orbscan foi técnicamente bem feito e o valor do ponto de menor espessura foi de 450 micra, na minha opinião, não deve ser proposto para LASIK, independentemente de outros valores que possam surgir noutros aparelhos.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  44. Boa Noite, doutor.

    Me chamo Sandro, 28 anos, eu tenho 7 graus de miopia em um olho, 7.25 em outro. E um grau de astigmatismo. A espessura de minhas corneas sao de 480 micras. É recomendado a tecnica lasik? Caso não, a INTERLASE, que li ser a mais avançada e recomendada pra corneas finas, seria uma opção? Obrigado.

    ResponderEliminar
  45. Os meus cumprimentos Sr. Sandro.
    Na minha opinião uma córnea com espessura de 480 micra não tem indicação para tratamento de superfície (isto é LASIK ou PRK). Se tiver condições pode implantar uma lente intraocular. O Intralase é uma técnica utilizada na criação do "flap" (LASIK) através de um Laser Femtosegundo (em alternativa ao método mecânico - Microqueratótomo).

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  46. Ola boa tarde, sou o vitor damas e queria deixar aqui os meus agradecimentos ao drº Álvaro Sá que me operou faz 24horas e que correu lindamente.
    Saliento o seu alto profissionalismo e mais uma vez os meus parabéns e o meu obrigado.

    ResponderEliminar
  47. Elsa Oliveira11 Agosto, 2011

    O Dr.º Álvaro realizou-me a cirurgia LASIK no passado dia 5 de Agosto para corrigir a miopia nos dois olhos. No dia seguinte sentia-me completamente recuperada e não tive qualquer tipo de dor. A cirurgia foi rápida, indolor e, devido ao profissionalismo e simpatia do Dr.º Álvaro, pareceu-me tudo bastante simples.
    Sempre tive bastante receio da cirurgia e neste momento só me arrependo de não a ter realizado há mais tempo. O conforto de ver bem sem necessitar de óculos ou lentes de contacto é enorme!
    Dr.º Álvaro muito obrigada.

    ResponderEliminar
  48. Tânia Cunha16 Março, 2012

    Boa Tarde Doutor.
    Venho por este meio felicitá-lo mais uma vez por todo o trabalho que teve para comigo.
    Fui e sou sua utente no serviço do Hospital de Gaia e estou muito grata por ter deixado de usar óculos e lentes de contacto.
    O Doutor sim , é um EXCELENTE PROFISSIONAL e muito compreensível.

    beijinhos,
    Tânia Cunha

    ResponderEliminar
  49. Olá, Álvaro! Qualquer dia vou te contactar para me operares... Lembras de mim?
    Beijos,

    Adriana Coutinho.

    ResponderEliminar
  50. Cristiano Gouveia01 Outubro, 2013

    Boa Tarde Dr. Álvaro,
    Já consultei diversos oftalmologistas (nenhum realiza a cirurgia lasik) porem com opiniões diversas acerca do meu problema.
    Tenho miopia de 1.25 á cerca de 4 anos e os óculos são algo que nunca me consegui adaptar e as lentes de contacto não são alternativa visto que tenho um problema no olho direito, passo a explicar.
    Neste olho sinto sempre um desconforto, acordo muitas vezes com uma espécie de goma, e tenho uma maior necessidade de piscar o mesmo, quando uso lentes de contacto é insuportável.
    Nos oftalmologistas que consultei foi me informado que a minha lagrima "não tem qualidade" não lubrificando como deve ser o olho. Depois de varias pesquisas que fiz apercebi-me que isto será um entrave para a cirurgia mas cá no Funchal as opiniões dividem-se, já me disseram que não é entrave e já me disseram o contrario.
    Acabo por andar sempre sem nenhum tipo de graduação o que em muitas situação torna a minha vida bastante complicada.
    Aguardo ansiosamente pela sua opinião.

    Comprimentos,
    Cristiano Gouveia

    ResponderEliminar
  51. Os meus cumprimentos Sr.Cristiano.
    Qualquer cirurgia de córnea (ex: LASIK) tem melhores resultados quando é realizada num olho com a superfície ocular saudável. Há vários graus e são várias as causas de olho seco. Em primeiro lugar deve tratar essa patologia e só depois pode ponderar a realização do LASIK se tiver condições para isso.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  52. Boa tarde Dr. Alváro, fiz a cirurgia Lasik no olho direito semana passada (12/03) e hoje (17/03) ainda não percebo nenhum resultado satisfatório, tenho miopia e astigmatismo. o que deve ser, quantos dias são necessários para se ter uma boa visão?

    ResponderEliminar
  53. Os meus cumprimentos Sr. Flávio.
    No dia seguinte à realização do Lasik, o paciente deve ter uma boa visão (muito próximo dos 10/10). Com o passar dos dias rapidamente atinge os 10/10 com qualidade. Aconselho a consultar o oftalmologista que o operou para tentar perceber o que está a acontecer.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
  54. Fabio Ito23 Maio, 2014

    Olá Dr. Álvaro,
    Estou com dúvidas em relação a cirurgia refrativa. Realizei alguns exames e tenho 496 micras. 3,75 miopia ambos olhos. 2 médicos negaram a cirurgia, porém 4 disseram sim. Tenho dúvidas e medo de uma possível complicação no futuro.
    Será que posso operar tranquilamente?

    ResponderEliminar
  55. Os meus cumprimentos Sr. Fábio.
    Na minha opinião, não deve corrigir a sua miopia com Laser excimer porque o ponto mais fino da sua córnea é inferior a 500 micra. Deve ser estudado para avaliar outra opção, por exemplo implante de lentes fáquicas.

    Álvaro Sá

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fabio Ito23 Maio, 2014

      Bom dia Dr Álvaro,
      Agradeço pela orientação. Mas será que no meu caso tenho uma córnea um pouco fina, não teria a possibilidade de fazer a cirurgia pelo método PRK?

      Eliminar
    2. O PRK é uma das várias técnicas de Laser excimer existentes, que corrigem a miopia (assim como o astigmatismo e a hipermetropia). Pelo facto de o Sr. Fábio Ito ter uma espessura corneana inferior a 500 micra eu não aconselho nenhuma técnica de Laser excimer.

      Álvaro Sá

      Eliminar
    3. Fabio Ito25 Maio, 2014

      Ok, agradeço pela orientação.
      Abraços

      Eliminar
  56. Dr.Alvaro, tenho 415 micras fiz exames mas não foi indicada cirurgia. Existe alguma técnica que permita a operação?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus cumprimentos Sr. Marcelo Santos.
      De facto 415 micra de espessura no ponto mais fino da córnea contraindica o LASER excímer. Pode optar pelo implante de lentes intraoculares, caso tenha condições para isso (profundidade da câmara anterior, contagem das células endoteliais, diâmetro pupilar em condições de baixa luz e anatomia íris-cristalino).

      Álvaro Sá

      Eliminar